Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > NUPEIA lança o Documentário "Terreiro do Brincar"
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

NUPEIA lança o Documentário "Terreiro do Brincar"

  • Publicado: Terça, 10 Setembro 2019 13:20
  • Última Atualização: Terça, 10 Setembro 2019 13:22

A Escola de Teatro e Dança (ETDUFPA) do Instituto de Ciências da Arte (ICA) da Universidade Federal do Pará (UFPA), através da parceria entre o Núcleo de Pesquisa Infâncias Amazônicas: Arte, Cultura e Educação de crianças em diferentes contextos – NUPEIA, coordenado pelas professoras-doutoras Simei santos Andrade (UFPA) e Tatiana do Socorro Corrêa Pacheco (UFRA), e a VideoCamp, realizará no dia 13 de setembro, às 16 horas, no Teatro Universitário Cláudio Barradas (TUCB), a exibição do Documentário: "Terreiro do Brincar", dirigido por Renata Meirelles e David Reeks , patrocinado pelo Instituto ALANA e distribuído pela produtora Maria Farinha Filmes.

O NUPEIA vem atuando em pesquisas na Amazônia desde 2015, principalmente na região da Amazônia Marajoara, Amazônia Bragantina e na Região Metropolitana de Belém, com estudos sobre as temáticas: práticas culturais cotidianas, recursos e ou metodologia inovadoras por meio da ludicidade, Carnaval e Infâncias, memórias e artes cênicas. Neste sentido, alguns trabalhos já foram concretizados ou estão em andamentos, com destaque para o estudo que se preocupou em analisar as culturas infantis das crianças ribeirinhas, por meio de uma pesquisa qualitativa baseada numa etnografia com crianças, que originou o livro “A infância da Amazônia Marajoara: práticas culturais das crianças ribeirinhas”, com lançamento previsto para novembro de 2019, selo da Editora CRV.

O filme documentário, "Terreiros do Brincar", retrata a participação de crianças em vários grupos de manifestações populares em quatro Estados brasileiros, e a sua relação com um brincar coletivo, inter-geracional e o sagrado. O documentário é um retrato da diversidade de comunidades tradicionais do Brasil e de como esse pluralismo se traduz num extenso repertório de manifestações populares, cujas tradições são aprendidas desde a infância.

O filme também, suscita uma reflexão sobre a importância de proporcionar aos pequenos a oportunidade de conhecer e consequentemente compreender e respeitar as mais diversas culturas. É uma defesa do brincar coletivo, da mistura de gerações e do respeito ao sagrado de cada um, retratando o brincar por novos ângulos e nuances, explorando os saberes populares e a ligação espiritual estabelecida entre as pessoas, natureza e cultura. Reforça a importância de garantir às crianças uma infância permeada pelas brincadeiras, rituais e manifestações populares, permitindo a elas um brincar livre e espontâneo.

Com um olhar antropológico para a forma como a criança absorve e valoriza a cultura de acordo com os referenciais que recebe já na primeira infância, o filme apresenta como os povos caiçaras, caipiras, jangadeiros, pantaneiros, sertanejos e muitos outros se relacionam com o brincar no contexto das manifestações populares, comentou a coordenadora do NUPEIA, professora-doutora Simei Santos Andrade.

A Entrada para assistir ao documentário, será Franca!

O Teatro Universitário Cláudio Barradas fica na Rua Jerônimo Pimentel, 546, esquina com a D. Romualdo de Seixas, no Bairro do Umarizal, em Belém.

Divulgação:

Ana Maria Castro

Assessora de Comunicação e Imprensa da ETDUFPA/ICA/UFPA.

registrado em:
Fim do conteúdo da página