E-mail
Parésqui e Solo de Marajó em Cena: Grupo Usina faz mostra de repertório neste final de semana Imprimir
Escrito por Rena Brown   
Qui, 13 de Dezembro de 2012 14:31

                                                                                   

 A poética amazônica da Usina Contemporânea de Teatro ocupa a cena neste final de semana, em Belém. Encerrando o ano, o grupo paraense realiza uma pequena mostra de seu repertório atual e apresenta pela primeira vez, simultaneamente, os espetáculos Parésqui e Solo de Marajó.

                                                                                   

Embora criados em momentos e circunstâncias diferentes, as duas montagens não tem em comum apenas a encenação assinada por Alberto Silva Neto. Ambas estão unidas pela temática amazônica, sobretudo na abordagem das relações humanas do povo que habita a floresta ou as pequenas cidades à beira dos rios.

Parésqui nasceu em 2006, fruto de uma bolsa de pesquisa do IAP desenvolvida pela atriz Valéria Andrade, que divide a cena com Nani Tavares. O espetáculo narra histórias de vida de uma família de ribeirinhos relatadas às atrizes durante o período em que elas fizeram a observação e imitação de gesto e fala cotidianos daquelas pessoas, utilizando uma técnica chamada mímesis corpórea.

Três anos depois, em 2009, nasceu Solo de Marajó, criado especialmente para a Feira Panamazônica do Livro, mas que logo ganhou trajetória independente e hoje integra o repertório da Usina. Sozinho em cena, sobre um palco vazio, o ator Cláudio Barros narra oito histórias extraídas do romance Marajó, o segundo escrito por Dalcídio Jurandir. A dramaturgia é de Carlos Correia Santos.

A Usina chega a esta mostra de final do ano cheia de planos para 2013.  Além de realizar a circulação de Solo de Marajó por cinco cidades da própria ilha que dá nome à obra, e já ter outra temporada agendada no teatro Cláudio Barradas para final de junho, seus criadores pretendem realizar uma nova montagem inspirada no mito de Jurupari, reconhecidamente um dos mais importantes de toda a cosmogonia amazônica.

SERVIÇOS:

Data: 15 e 16 de dezembro (sábado e domingo).

Local: Teatro Universitário Cláudio Barradas (Rua Jerônimo Pimentel quase esquina com D. Romualdo Coelho).

Horários:  19H – Parésqui

                20 H – Solo de Marajó.

Ingressos a R$ 10. Pague R$15 e assista aos dois espetáculos no mesmo dia.

Realização: Usina Contemporânea e Tá Produções.

Apoio cultural: Centro de Danças Ana Unger.

 

Copyright © 2016 Instituto de Ciências da Arte - UFPA

Avenida Presidente Vargas, S/N, Praça da República - Belém - Pará - Brasil, CEP 66017-060 - Tel: Secretaria: (91) 3241-5801, Fax: (91) 3241-8369. E-mail: ica@ufpa.br