E-mail
Estudo leva internet e celular para comunidade rural isolada no interior do Pará Imprimir
Escrito por Administrator   
Qui, 18 de Maio de 2017 10:27

Em muitas partes da Amazônia, principalmente nos locais distantes, ter acesso à Internet e telefonia de qualidade com preços baixos é um desafio. Por isso, a primeira reportagem do UFPA em Série-Telecomunicações fala sobre a pesquisa “Projeto de telefonia celular GSM baseada em Open Source e Open Hardware para comunidades rurais isoladas e carentes na região amazônica: estudo de caso em Itabocal – Irituia – Pará”, do professor e engenheiro eletricista Jeferson Leite. A pesquisa busca mudar essa realidade. Leia a seguir!

Ligada ao projeto Telefonia Celular Comunitária (Celcom) e posteriormente financiada pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet),  a dissertação avalia a efetividade de serviços de Internet e telefonia móvel GSM (conversação e SMS), com taxa de até 40 kbps (equivalente a uma conexão discada) na comunidade. De acordo com Jeferson, a ação precisa, acima de tudo, ser adaptada à região: “Já existe essa ideia em países africanos e asiáticos, por exemplo. Por isso, quisemos implantar essa ideia aqui, mas voltada para a Amazônia, levando em conta as propriedades daqui. Nosso clima, nossas chuvas e, principalmente, que aqui tem muitas comunidades rurais afastadas.”

Com orientação do professor Aldebaro Klautau Jr., a tese foi defendida em 2014. No entanto, os planos defendidos nela só foram concretizados em 2017, pois só, neste ano, o estudo recebeu fundos para ser implementado. De acordo com o engenheiro, o estudo inicial que deu origem à dissertação foi bancado pelos pesquisadores, mas agora, a implantação do sistema será financiada pela Sectet.

Indispensável - Existem somente duas operadoras móveis em Irituia, que , ainda por cima, atendem apenas a sede do município. Lá, as maiores comunidades possuem telefone público, mas, entre dez aparelhos testados, só três funcionam. Desse modo, Jeferson diz que o acesso à telefonia celular em comunidades isoladas é indispensável. E ainda compara: “Para a gente, que mora na cidade, é muito fácil ter acesso à telefonia. A gente usa internet como usa luz e água, faz parte do cotidiano. Nós, dos centros urbanos, já estamos acostumados, mas lá, ter acesso à Internet vai ter um impacto muito grande.”

A tecnologia GSM implantada pelo projeto funciona como uma estação rádio base de celular, que pode prover tanto telefonia como Internet. No entanto, por causa da base open source e open hardware (softwares livres e hardware flexível que podem ser alterados para a necessidade do usuário), utilizará sistemas modificados para imitar uma rede telefônica. Em sua pesquisa, além de explicar esse funcionamento, Jeferson contextualiza a telecomunicação no Brasil e analisa os custos e benefícios da proposta para Itabocal.

Além Itabocal, o Celcom também estabeleceu projetos em Boa Vista do Acará e em Caxiuanã (Melgaço). E foi mais além, ganhando destaque na União Internacional de Telecomunicações (UIT). O trabalho do professor também alcançou notoriedade internacional: ganhou o Prêmio Vale-Capes de Ciência e Sustentabilidade de melhor dissertação, na categoria Tecnologias Socioambientais. “Ganhar o prêmio foi ótimo, porque as pessoas sempre pensam que a Região Norte é o quintal do Brasil. Mas, isso não é verdade, e esse prêmio mostra isso. É um orgulho para a nossa Universidade”, conta Jeferson.

• Leia nesta quinta-feira, 18: Pesquisa analisa o impacto do smartphone entre jovens de ilha de Belém

Texto: Alice Palmeira - Assessoria de Comunicação da UFPA
Fotos: Divulgação / Projeto

 

 

Copyright © 2016 Instituto de Ciências da Arte - UFPA

Avenida Presidente Vargas, S/N, Praça da República - Belém - Pará - Brasil, CEP 66017-060 - Tel: Secretaria: (91) 3241-5801, Fax: (91) 3241-8369. E-mail: ica@ufpa.br