Instituto de Ciências da Arte - UFPA
E-mail
VIII Seminário Internacional de Dramaturgia Amazônida homenageia o dramaturgo Edyr Augusto Proença Imprimir
Escrito por Administrator   
Sex, 18 de Maio de 2018 08:20

Para divulgar as obras dos dramaturgos e os estudos sobre dramaturgia, é realizado, anualmente, pelo projeto de pesquisa “Memória da dramaturgia amazônida: construção de acervo dramatúrgico”, o Seminário de Dramaturgia Amazônida. Desde a VII Edição, em maio/2017, o seminário se tornou internacional. A cada evento, homenageia-se um dramaturgo amazônida. Esta oitava edição homenageará o escritor/dramaturgo Edyr Augusto Proença. O evento ocorre no período de 23 a 26 de maio, no Teatro Universitário Cláudio Barradas.

O seminário é coordenado pela professora Bene Martins, da Escola de Teatro de Dança da UFPA (ETDUFPA) e do PPGartes, além de equipe de professores do ICA, de bolsistas voluntários e de orientandos da graduação e da pós-graduação. O projeto se filia, prioritariamente, à linha de pesquisa “Trânsitos e estratégias epistemológicas em artes nas Amazônias”, do Programa de Pós-Graduação em Artes-PPGArtes (ICA-UFPA).

O VIII Seminário Internacional de Dramaturgia Amazônida é aberto ao público em geral, associado às comemorações dos 60 anos da UFPA, à agenda de eventos do PPGARTES e do Teatro Universitário Cláudio Barradas, com os objetivos de reunir dramaturgos, pesquisadores, estudantes e amantes do teatro; repassar experiências de elaboração textual às novas gerações; demonstrar as diversas possibilidades de se trabalhar com texto teatral e divulgar a produção dramatúrgica antiga e recente.

Segundo a professora Bene Martins, o seminário é uma das ações para divulgar os resultados do projeto de pesquisa, tanto para a comunidade acadêmica, quanto para a artística, além de contemplar os alunos das licenciaturas, dos cursos técnicos de Formação em Ator, do PPGArtes e professores do ensino básico, para que despertem o interesse e promovam estudos, cujas pesquisas enfoquem as artes cênicas e as diversas modalidades das dramaturgias.

“A Amazônia conta com pesquisadores, escritores, artistas de altíssimo nível que merecem ser divulgados, como Edyr Augusto Proença, homem de teatro e excelente escritor em vários estilos, e um dos compromissos do nosso projeto de pesquisa é buscar, divulgar, publicar obras até então esquecidas ou desconhecidas por parte do público brasileiro e estrangeiro. O seminário, desde a sétima versão, conta com palestrantes estrangeiros, além dos brasileiros, de maneira que a expansão garante o contato e possíveis parcerias entre pesquisadores e artistas da região e convidados”, completa a coordenadora do avento.

Projeto - O projeto de pesquisa Memória da dramaturgia amazônida: construção de acervo dramatúrgico teve início em 2009, desde então, tem sido renovado anualmente, emrazão da sua abrangência – pretende-se estender aos municípios do Pará e de outros Estados da Região Amazônica – e da quantidade de peças espalhadas por outros lugares, além das bibliotecas, dos clubes, dos acervos particulares, das igrejas e de novos dramaturgos em constante processo de escrita.

Em sua linha de pesquisa, são realizados estudos teórico-reflexivos sobre as práticas e os modos transitivos do conhecimento em Arte, considerando-se a produção de saberes estéticos locais na hibridação com saberes de quaisquer outros territórios geopolíticos, constituintes dos modos de relação entre o local e o global.

Este projeto dialoga, ainda, com o Projeto de pesquisa “Poéticas da modernidade: correspondência entre as artes literatura e cinema, da palavra à imagem e vice-versa”, produzindo artigos – publicados em livros – a exemplo do livro publicado no VII Seminário, Memória dos Seminários de Dramaturgia Amazônida, com textos dos eventos realizados de 2010 a 2015, e-book, pela EditAedi-UFPA; e o livro Memória 2, com textos dos palestrantes do VII Seminário, a ser lançado em maio/2018, durante o VIII Seminário.

Programação – A programação do evento será composta pelas palestras “A Construção do Texto no Calor do Cena”, com o homenageado Edyr Augusto, e “As Múltiplas Vozes da Palavra na Cena”, com Mirna Spritzer (UFRGS), e pelo espetáculo “A Casa do Rio”, por Henrique da Paz (Grupo Gruta-PA), no dia 23 de maio.

No dia 24, ocorrem as palestras “A Nova Dramaturgia Portuguesa: Experiências de Formação”, com Rui Pina Coelho (Universidade de Lisboa); e “O Ator, o Texto e a Encenação: Elementos de um Espetáculo”, com Henrique da Paz; e o espetáculo “Abajur Lilás”, com texto de Plínio Marcos e direção de Renan Delmontt.

As palestras “Dramaturgia como Invenção”, com Roberto Alvim (diretor, dramaturgo e professor de Artes Cênicas), e “Casa Portuguesa, Corpos Brasileiros: Mito e Dramaturgia”, com Jorge Louraço Figueira (ESMAE-Porto-PT), e o espetáculo “Gaiola de Vidro” (Ramon Stergmann), com Marluce Oliveira e Sandra Perlin e direção de Mailson Soares, serão realizados no dia 25.

No dia de encerramento, 26, haverá a palestra “O Ator Manipulador no Mamulengo-o Boneco Brasileiro”, com Fernando Limoeiro (diretor de Teatro UFMG), e os espetáculos “Falando sobre Flores”, com direção de Karine Jansen; e “Assim Seja”, por Nando Lima.

Inscrições – O evento é aberto ao público. As inscrições devem ser realizadas on-line, pela plataforma Even3, até o dia 23/05/2018. Será disponibilizado certificado de 20 horas aos participantes.

Serviço:
VIII Seminário Internacional de Dramaturgia Amazônida
Data: 23 a 26 de maio de 2018
Local: Teatro Universitário Cláudio Barradas
Hora: 18h30.
Maiores informações no site do evento.

Texto: Elizandra Ferreira  – Assessoria de Comunicação da UFPA
Arte: Divulgação

 

Copyright © 2016 Instituto de Ciências da Arte - UFPA

Avenida Presidente Vargas, S/N, Praça da República - Belém - Pará - Brasil, CEP 66017-060 - Tel: Secretaria: (91) 3241-5801, Fax: (91) 3241-8369. E-mail: ica@ufpa.br