E-mail
Espetáculo teatral“gota d´água - a voz que me resta" Imprimir
Escrito por Administrator   
Qua, 12 de Dezembro de 2018 10:54

 

A Escola de teatro Dança (ETDUFPA) do Instituto de Ciências da Arte (ICA) da Universidade Federal do Pará (UFPA), por meio dos discentes dos Curso Técnico de Teatro, Figurino Cênico e Cenografia, realizarão sua prática de Montagem, no período de 19 a 23 de dezembro/18, em duas sessões diárias às 18:30 e 20:30 horas, no Teatro Universitário Cláudio Barradas (TUCB) o espetáculo Teatral“Gota D´água - A voz que me resta", coordenado pelos professores-mestres Marluce Oliveira e Paula Santana.
Esta produção coletiva é o resultado final das atividades letivas dos discentes do segundo ano do Curso Técnico de Teatro denominada de Prática de Montagem.
Escrita por Chico Buarque de Holanda e por Paulo Pontes, o texto Gota D´água, adapta a tragédia grega de Eurípedes e trás o mito de Medeia para o contexto da realidade brasileira da década de 1970.
A história se passa no Rio de Janeiro no período do AI 5 (o mais duro dos atos institucionais implantado pela ditadura militar) e retrata, muito além da malandragem carioca, as questões de classe, a pobreza, o poder e outras temáticas presentes e retratadas em cada personagem dessa Medeia moderna.
A obra original, que teve cenas censuradas pelo regime militar, possui um forte discurso político, mostrando o desespero, a dor, a execução de vingança de uma sociedade que está, como o próprio nome do texto diz, em uma “Gota D´água” — a um passo de transbordar e de explodir. Muito disso é nítido na personagem Joana, mulher forte que é a representação de um povo sem casa, sem chances e sem a voz que lhe reste; e também em Egeu, o mestre e paizão da Vila do Meio Dia (cortiço onde a história acontece).
Dono de uma oficina de conserto de aparelhos, Egeu representa essa luta de classes, por ser o responsável por engajar e convencer os outros moradores da vila a se unirem contra os abusos do empresário Creonte Vasconcelos, bicheiro que traduz o poder e a ganância. Egeu é o representante dos operários em um país governado por militares e em um mundo no contexto de disputa entre socialismo e capitalismo, na Guerra Fria.
A adaptação “Gota D´água - A voz que me resta” conta com um elenco de mais de 20 atores estudantes de teatro que estão concluindo o curso. A montagem é produzida e assinada, também, por estudantes dos cursos técnicos de figurino cênico e de cenografia da ETDUFPA. Quanto à cenografia, a adaptação trará uma proposta dinâmica que foge do clássico teatro de palco italiano, onde há uma quarta parede com o público.
A composição cenográfica irá dar um diferencial à montagem, por criar um jogo entre os diferentes sets e núcleos de personagens que, direta ou indiretamente, dialogam entre si. E o figurino terá um visual baseado na época em que se passa a dramaturgia, evidenciando as diferenças de classes e a moda hippie, que também predominava nesse período.
Mais informações pelos fones (91) Mariane Malato: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / (91) 991960886 Assucena Pereira: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / (91) 980932109 Lays Portela: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / (91) 983140510 Penélope Lima: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. (91) 985676402
Ingressos a R$10,00 inteira e R$5,00 meia.
O Teatro Universitário Cláudio Barradas fica localizado na Rua Jerônimo Pimentel, 546, esquina com a Travessa D. Romualdo de Seixas, no Bairro Umarizal, em Belém
FICHA TÉCNICA ELENCO:
Joana: Penélope Lima, Damise Vanessah, Mariane Malato, Rosilene Alves.
Creonte: Caio Cezar Dias e Filipe Marques
Egeu: Mariana Morhy e Jordan Navegantes
Jasão: Athos Brenno, Igor Juan e Enoque Marinho
Alma: Karla Almeida e Duh Mebarak
Corina: Rosilene Alves e Lays Portela
Cacetão: Jam Bil e Andrew Monteiro
Nenê: Kárita Almeida e Vanessa Farias
Estela: Assucena Pereira e Duh Mebarak
Zaira: Mariane Malato e Diana Lins
Maria: Damise Vanessah e Filipe Marques
Boca Pequena: Penélope Lima e Enoque Marinho
Amorim: Athos Brenno e Hugo Corrêa
Xulé: Igor Juan e Jordan Navegantes
Galego: Andrey Monteiro e Hugo Corrêa
CORO:
Penélope Lima, Damise Vanessah, Rosilene Alves, Mariane Malato, Diana Lins, Caio Cezar Dias, Filipe Marques, Mariana Morhy, Jordan Navegantes, Athos Brenno, Enoque Marinho, Igor Juan, Karla Almeida, Lays Portela, Jam Bil, Andrew Monteiro, Kárita Almeida, Vanessa Farias, Assucena Pereira, Duh Mebarak, Hugo Côrrea.
Preparação de Atores:
Direção e Encenação: Marluce Oliveira e Paulo Santana
Assistentes de Direção: Claudio Raposo, Joyse Carvalho e Marta Teixeira
Concepção e Direção Coreográfica: Carol Gama Concepção Musical/Direção: José Maria Bezerra
Músicos: Pedro Miranda Júnior (violão, guitarra), Edson Santana (percussão)
Orientadores de Visualidade: Beto Benone e Micheline Penafort
Cenografia: Winnie Rodrigues Freitas, Leonardo Pontes e Paulo Rocha.
Assistentes de Cenografia: Marcus Cesar, Yasamy Chachar, Manoel A. Costa da Silva, Farid Zahalan, Lucas Belo, Josué Rente e Max Alexandre dos Santos.
Figurino: Nanan Falcão, Paula Rocha, Sônia Santos e Tatla Mokdei.
Assistentes de Figurino: Bonelly Pignatário, Daniella Pinheiro, Elisangela Teixeira e João Paulo Pereira.
Apoio: Emaús e Coletivo Arco Storytelling.

 

 

Copyright © 2016 Instituto de Ciências da Arte - UFPA

Avenida Presidente Vargas, S/N, Praça da República - Belém - Pará - Brasil, CEP 66017-060 - Tel: Secretaria: (91) 3241-5801, Fax: (91) 3241-8369. E-mail: ica@ufpa.br