E-mail
Pesquisa de estudantes da UFPA analisa os riscos do transporte público à saúde Imprimir
Escrito por Administrator   
Seg, 14 de Janeiro de 2019 08:34

Quatro estudantes do curso de Medicina da Universidade Federal do Pará (UFPA) estão realizando uma pesquisa para avaliar a qualidade do transporte público de Belém. O grupo, formado pelas alunas Maelly Reis Rosa, Evelly Moraes, Aline Nascimento e Bruna Ribeiro, sob a orientação dos professores Moises Silva e Fernando Costa (ICB/UFPA), tem como objetivo avaliar as condições de trabalho nos transportes públicos da Região Metropolitana de Belém.

A análise será baseada em diversos fatores que influciam este ambiente de trabalho e o impacto na saúde de motoristas, cobradores e passageiros, além de saber a opinião de usuários quanto à qualidade do transporte coletivo. Segundo os pesquisadores, o tema foi escolhido porque a cidade de Belém possui, atualmente, um dos piores índices de mobilidade urbana do país.

“A conceituação de mobilidade urbana sobre os transportes de massa leva em consideração apenas dados matemáticos (área urbana com cobertura, percentual da população atendida, relação veículo/população, etc), mas não se debruça sobre aspectos qualitativos ambientais ou a potencial dispersão de agentes infecciosos, e seus impactos nos trabalhadores e usuários do sistema público de mobilidade urbana, tema a que nos dedicamos para iniciar a construção de conhecimento local”, afirma a estudante de Medicina, Maelly Reis Rosa.

Desenvolvimento da Pesquisa – A pesquisa será feita em duas etapas. Na primeira, o grupo fará análise de amostras microbianas, de intensidade sonora, intensidade vibratória e temperatura em coletivos da Região Metropolitana de Belém. Também está sendo feita uma análise de opinião com questionários para usuários e funcionários de transporte público.

O primeiro questionário baseia-se em perguntas aos usuários quanto à qualidade dos transportes públicos, já o segundo é baseado em perguntas aos trabalhadores dos transportes quanto à insalubridade encontrada nos coletivos. O questionário para usuários pode ser acessado aqui.

Na segunda etapa, os dados epidemiológicos, ambientais e microbiológicos serão contrapostos e analisados para verificação da relação causa-efeito.

Perspectivas – A pesquisa busca verificar a relação entre a utilização contínua de transportes públicos e o aparecimento de problemas de doença em usuários, cobradores e motoristas, quantificando as condições dos transportes públicos de Belém, podendo assim descobrir como a utilização de coletivos pode interferir na saúde. Com esses dados, o serviço público poderá melhorar a qualidade da prestação de serviços, beneficiando usuários e trabalhadores.

O projeto também identificará, se existentes, os riscos físicos e ambientais da utilização dos transportes públicos de Belém que interferem na qualidade do serviço e na saúde de usuários e trabalhadores.

Texto: Rafael Miyake – Assessoria de Comunicação da UFPA
Foto: Agência Belém

 

Copyright © 2016 Instituto de Ciências da Arte - UFPA

Avenida Presidente Vargas, S/N, Praça da República - Belém - Pará - Brasil, CEP 66017-060 - Tel: Secretaria: (91) 3241-5801, Fax: (91) 3241-8369. E-mail: ica@ufpa.br